Turismo em Minas Gerais | As 7 Maravilhas de Belo Horizonte

Efkaz Turismo, Eventos e Cerimonial

amazonas, 135 - centro
(31) 99882-6449 (31) 99882-6449

Descrição

Prepare-se para mergulhar em um passeio Incrível pela cidade de Belo Horizonte.
Mapeado por 7 roteiros, o projeto tem a intenção de te levar no tempo, em uma rota de 7 dias com 7 roteiros com duração de 3 horas em média.
Resumindo aqui os Seguintes Circuitos:
1- Pampulha
2- Praça da Liberdade
3 - Região - Centro - Sul
4- Mangabeiras
5- Praça da Estação
6- Horto
7- Bairro Santa Tereza
* Mas Atenção, este roteiro é bem personalizado e contado por um Professor de História, ideal para quem deseja conhecer sob esta perspectiva.
Maiores informações : 31 99882-6449 Central de Reservas

Saída: Diária

1 a 46 pessoas

Acessibilidade

visual auditiva mobilidade reduzida gestante idosos obsesos etc

Serviços disponibilizados

Guias Especializados, tradutor em Libras, fácil acesso.

Duração: 7 dias

  • Dia 1

    • Lagoa da Pampulha • Casa do Baile (1943): projetada por Oscar Niemeyer, esta construção já foi casa de dança e casino, fechado em 1948. Atualmente é um espaço destinado à arquitetura, urbanismo e design. Jardins projetados por Burle Marx. • Igreja de São Francisco de Assis: uma das mais belas homenagens feita às montanhas de Minas, esta igreja de Niemeyer conta com 14 painéis de Cândido Portinari e jardins de Burle Marx. • Museu de Arte da Pampulha (MAP): Também já funcionou como casino, abriga o museu de Arte desde 1957, com acervo de 900 obras. Em 1996, ganhou salas multimídia, biblioteca, café/bar e loja. Jardins de Burle Marx. • Casa de Kubitschek: residência de final de semana do então prefeito Juscelino Kubitschek, projetada por Oscar Niemeyer, transformada me museu. Podemos observar o estilo de morar da década de 1940, além de vivenciar atividades culturais. • Mineirão / Mineirinho: um dos mais belos estádios de futebol do mundo, foi inaugurado em 1965. Já o Mineirinho é um moderno ginásio poliesportivo com capacidade para 25 mil pessoas e foi inaugurado em 1980. • Parque Guanabara: maior parque de diversões da cidade com 8 mil metros quadrados de área e 50 anos de história. • Zoológico: ocupa 1 milhão e 400 mil metros quadrados e guarda 900 animais de 200 espécies. É considerado um dos mais completos da America Latina.
  • Dia 2

    2- Circuito Praça da Liberdade ⎯ Praça da Liberdade: é constituída de conjunto arquitetônico dos mais importantes da capital mineira.A alameda central da praça recebeu o carinhoso nome Alameda Travessia, em homenagem à canção de Milton Nascimento e Fernando Brant. Compõe o circuito: ⎯ Palácio da Liberdade: foi inaugurada em 1898 e possui estilo francês. ⎯ Espaço do Conhecimento da Universidade Federal de Minas Gerais(UFMG) ⎯ Museu das minas e do metal ⎯ Memorial Minas Gerais Vale ⎯ Centro de arte popular CEMIG ⎯ Academia Mineira de Letras ⎯ Museu Mineiro: construção de estilo eclético com predominância do estilo neoclássico, também possui valor histórico e artístico. Já foi sede do Senado mineiro. Transformado em museu em 1977, reúne diversas coleções de relevância para a história da arte mineira. ⎯ Arquivo Público Mineiro ⎯ Centro Cultural Banco do Brasil ⎯ Casa Fiat de Cultura ⎯ Biblioteca Pública do Estado de Minas Gerais ⎯ Centro Cultural Minas Tênis Clube ⎯ Basílica de Nossa Senhora de Lourdes: inaugurada em 1923, possui estilo gótico característico.
  • Dia 3

    3- Região Centro-Sul • Praça da Savassi: ponto de encontro da alta sociedade na década de 1940, a região da Savassi transformou-se em centro comercial e de lazer da capital, com comercio, serviços, bares, restaurantes e casa noturnas. • Av. Afonso Pena: é a avenida central da cidade e demonstra a evolução arquitetônica da cidade. • Tribunal de Justiça • Automóvel Clube: elegante e luxuoso, era onde se reunia a alta sociedade mineira. Construção da década de 1920. • Prefeitura de Belo Horizonte: inaugurada em 1940, possui estilo de Art Decô • Ed. Acaiaca: com seus 29 andares, é um marco da verticalização de Belo Horizonte. Em estilo Art Decô e influência marajoara. • Praça Sete de Setembro: praça central da cidade possui um obelisco comemorativo de centenário da independência, conhecido na cidade como "Pirulito” • Parque Municipal: inaugurado em 1897, possui influência dos parques franceses. Além de ser área de lazer, possui um orquidário, um centro de educação ambiental, o Teatro Francisco Nunes e o Palácio das Artes. • Palácio das Artes: com projeto arquitetônico de Oscar Niemeyer, foi inaugurado em 1971. É um complexo cultural dedicado a diversas expressões artísticas: teatros, cinema, galerias de arte, livraria, café e espaço fotográfico. • Conservatório da UFMG: antiga sede da Escola de Música da UFMG, foi transformado em centro cultural. • Feira de Arte e Artesanato da Afonso Pena: surgida na década de 1960, na Praça da Liberdade, foi transferida para a Avenida Afonso Pena devido ao grande número de expositores, hoje em torno de 3 mil. • Feira Tom Jobim (antigüidades e culinária) e Feira das Flores, na Av. Bernardo Monteiro: avenida tranqüila e arborizada é sede de três feira de estilos diferentes, mas bastantes freqüentadas pelos belorizontinos. • Catedral da Boa Viagem: Nossa Senhora da Boa Viagem é a padroeira de Belo Horizonte. Onde hoje está a Catedral, em estilo neogótico, inaugurada em 1932, havia uma pequena capela, que servia de passagem para tropeiros que cortavam o interior de Minas. • Igreja de São José: inaugurada em 1905, foi a primeira igreja da capital. • Mercado Central: mais do que um mercado, temos um verdadeiro centro de convivência situado bem no centro de Belo Horizonte, onde os moradrores fazem compras variadas, apreciam tira-gostos tradicionais e conversam animadamente. • Centro de Convenções Minascentro: construção neoclássica datada de 1926, feita para abrigar a escola de Aperfeiçoamento é hoje um moderno centro de convenções com capacidade para 10 mil pessoas. • Museu Histórico Abílio Barreto: é o museu da cidade. Possui casarão dos tempos do Curral Del Rei e uma sede moderna capaz de abrigar importantes exposições. Possui rico acervo e exposições permanentes.
  • Dia 4

    4- Mangabeiras • Parque das Mangabeiras: projeto de Burle Marx, foi inaugurado em 1982, e é um dos maiores parques urbanos do país, com mais de 2,3 milhões de metros quadrados. Possui variadas opções de lazer. • Rua do Amendoim: é onde ocorre o fenômeno dos carros subirem a ladeira ao invés de descerem, quando desligados. Faz parte do folclore da cidade. • Praça da Bandeira: foi reinaugurada nas comemorações do centenário da capital, em 1997. • Praça do Papa: local onde o papa João Paulo II celebrou missa. Possui linda vista da cidade.
  • Dia 5

    5- Praça da Estação • Praça da Estação: de 1888, é por onde chegava o material empregado na construção da capital. Possui vários monumentos. • Serraria Souza Pinto: inaugurada em 1912, representa a arquitetura industrial. • Museu Giramundo: possui o acervo do grupo Giramundo, o mais importante grupo de teatro de bonecos do país. • Museu de Artes e Ofícios foi fundado na Estação Central, com o intuito de preservar a memória do trabalho e das relações sociais no Brasil.
  • Dia 6

    6- Horto • Museu de História Natural e Jardim Botânico: área de 600 mil metros quadrados, abriga exposições de mineralogia, arqueologia, física e laboratório de ciências. • Presépio do Pipiripau: possui mais de 500 figuras em 48 cenas. Com movimento, efeitos e figuras típicas mineiras, é tombado pelo Instituto Brasileiro do Patrimônio Cultural.
  • Dia 7

    7- Bairro de Santa Tereza • Praça Duque de Caxias: o bairro de Santa Tereza, vizinho do bairro Floresta, planejado para ser local de moradia dos operários, também, como outros projetos da capital, fugiu do destino. Tornou-se bairro residencial de classe média baixa, depois, média. Ainda hoje conserva alguns casarios desta época. Como bairro tradicional, desenvolveu uma movimentação cultural própria com locais aconchegantes ideais para uma boa conversa, boa música e o melhor macarrão da cidade. A praça Duque de Caxias é o centro deste agradável bairro e palco de apresentações artísticas. • Rua do Clube da Esquina: principal movimento musical mineiro e um dos mais importantes do Brasil, o Clube da Esquina formou-se em torno da família Borges e seus inúmeros amigos: Milton Nascimento, Fernando Brant, Wagner Tiso, entre outros. Os Borges eram moradores de Santa Tereza, onde há sempre a lembrança da rua simples onde nasceu e floresceu este o Clube de amigos que revolucionou a música popular brasileira, com poesia de primeira linha e melodias de altíssimo nível.

Por onde você vai passar