Presidente Juscelino teve com berço natal um vale de pequena extensão, situado entre o Morro do Coroado e o Rio Paraúna.O panorama agradável e a riqueza mineral chamaram a atenção de mineradores que ali se instalaram para a pesquisa e exploração do cristal. Em virtude do grande movimento de tropeiros entre Dimantina, Santo Antônio da Estrada (hoje Curvelo ao qual pertencia) e Belo Horizonte, que à beira do Rio Paraúna descarregavam suas tropas para descanso foi-se formando o “Arraial dos Ranchos”. Segundo os moradores mais antigos o arraial dos ranchos de capim constituía à beleza daquelas paisagens.

Em 1866, o Arraial dos Ranchos transformou-se em distrito, recebendo o nome de São Sebastião do Para~uma, em homenagem a São Sebastião, o padroeiro e Paraúna devido ao Rio. Este nome foi simplificado para Paraúna em 1923. O município com todo o seu contexto histórico cultural, possui ainda expressivo potencial com grutas e cavernas com inscrições rupestres, o próprio Rio Paraúna, além do Forró de Presidente Juscelino.

Ver mais