Turismo em Minas Gerais | São Miguel do Anta

Grupo de Congadeiros Nossa Senhora do Rosário

O Grupo do mestre africano Cesário Leôncio da Paixão 19 de maio 1905 e sua esposa Antônia Maria do Carmo, ele mestre de Cachoeira de Santa Cruz e São José do Triunfo, morador da comunidade do Macuco - Zona Rural de Viçosa, veio aqui para ensinar os poucos devotos que aqui se via ou menos em meados de 1977 a convite de um antigo morador devoto de Nossa Senhora do Rosário e amigo do senhor Cezário, Otacílio Fonseca que convidou, seu cunhado, Flaviano de Oliveira, Antônio Sérgio Fidêncio para que acolhessem o Cesário para formarem um grupo de Congo com apoio deste senhor, que ajudou-os a fundar o grupo de congo ,trazendo a sua turma para ensiná-los. A presença do Senhor Cesário, mestre das bandas de Congo de São José do Triunfo (Fundão), Cachoeira de Santa Cruz (Cachoeirinha), São Miguel do Anta e Airões, expressa indícios das relações constituídas por diferentes grupos de congos, bem como possível compartilhamento de história sobre o congado e culto a Nossa Senhora do Rosário. A presença do Mestre Cesário nesses quatro grupos não foi suficiente para essas bandas de congos tenham menos conhecimento, que conduzam a festa de Nossa Senhora do Rosário da mesma forma pratiquem as mesma ações de formas idênticas. Um costume comum que perpassou por esses lugares e nos grupos de congos é a troca de visitas entre bandas nas situações festivas nas localidades, onde repetem todo ritual e as comemorações do 13 de maio e o 04 de outubro, para igreja católica os santos de devoção: Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora do Rosário. As congadas atuais são originárias dessas coroações e ainda estão presentes em diversos estados do Brasil. realizada de maneiras diversas e mescladas a outras festa, elas basicamente são compostas de desfiles teatrais ao som de vários ritmos: embaixadas, desafios, repentes e maracatus. Têm como padroeira Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia. Por isso, geralmente se apresentam nas festas desses santos e ainda no mês de maio. Em Minas Gerais realizam-se no mês de outubro, em homenagem a Nossa Senhora do Rosário. Seus participantes vestem-se de branco, com um saiotes de fitas coloridas de lagrimas a tiracolo e dançam ao ritmo das caixas e dos chocalhos. Os congos formam dois grupos: do Rei de Congo e do embaixador da Rainha Ginga, o qual, por meio de diálogos, o capitão da guarda realiza as embaixadas.Figuram príncipes , ministros, o general da rainha e os figurantes com seus adornos coloridos que dançam e produzem o choque das armas conhecido como dança das espadas. As melodias são executadas po viola, cavaquinho, violão, reco-reco, pandeiro, bumbos, triângulo e sanfona. Os temas teatrais do evento são a coroações dos reis festeiros, embaixadas, danças guerreiras, representativas de luta, como a da Rainha de Angola, defensora da autonomia de seu reinado contra os portugueses. As festas do Rosário acontecem em Minas Gerais desde os primórdios do seu povoamento. É uma tradição mantida desde o tempo dos escravos e que se compõe de cortejos, desfile de rei e rainha, bandas musicais e as danças dos grupos de congadeiros que passam o dia a cantar e dançar pelas ruas da cidade. Durante o seu ciclo, acontece o chamado Reinado, que a cada ano é conduzido por um rei e uma rainha (eleitos no ano anterior) e sua corte. As guardas estão representadas nos diversos folguedos folclóricos que saem em cortejo pelas ruas da cidade. A irmandade, sob vocação de Nossa Senhora do Rosário, é a mais antiga da cidade (1918) e surgiu antes mesmo da emancipação do município m 1953. A irmandade foi se desarticulando depois de muitas dificuldades e, hoje, a comunidade assumiu a Festa do Rosário. Os grupos apresentam-se distinguindo uns dos outros pelas coreografias, instrumentos e pela música que executam durante o louvado. Estas ainda são acrescidas por espetáculos pirotécnicos e levantamento de mastros com as bandeiras de Nossa Senhora. O evento tem ornamentação, música, dança e diversas apresentações dos folguedos folclóricos como o congado, catopé, marujada, rezadeiras. Acontecem também a procissão, bênçãos, missas solenes, “tocadores de tambores. A Festa de Nossa Senhora do Rosário acontece sempre no segundo domingo de outubro, sendo o rei e a rainha responsáveis pela organização do evento.

Ver mais

  • Localização

    Urbana

    Praça Silvestre Lopes Farias Reis , s/n, Capela de Santa Efigênia - Centro

    CEP 36.590-000 - São Miguel do Anta - MG

  • Pontos de Referência

    Rua São José ate a Praça Silvestre Lopes Farias Reis- Centro

  • Horário de Funcionamento

  • Observação sobre funcionamento

    A Sede da Associação de Congadeiros Nossa Senhora do Rosário fica na Capela de Santa Efigênia, Praça Silvestre Lopes Farias Reis, Centro

  • Tipo de Visita

    Não guiada;

  • Entrada

    Franca

  • Atividades Realizadas

    Atividades de organização associativas ligadas à cultura e à arte. Os grupos apresentam-se distinguindo uns dos outros pelas coreografias, instrumentos e pela música que executam durante o louvado. Estas ainda são acrescidas por espetáculos pirotécnicos e levantamento de mastros com as bandeiras de Nossa Senhora. Missa Solene, Almoço de confraternização e troca de coroas dos Reis Festeiros.

  • Acessibilidade