Cidade pequena, cheia de cor. Cidade com cachoeiras, que celebram o calor. No mergulho pelas águas, em cada respiro, aquele suspiro.

Pelos passos das trilhas, com calmaria, veem-se nos galhos, aquela alegria. É canto de pássaro, salteando magia. Chocalho de cobra pode até ter. Quem importa? As cachoeiras, o turista quando chega, quer apenas conhecer.  É lugar que requer muitos passos. Quem importa? Dos passos, das pessoas, aos passeios pelas paisagens passantes, são constantes as belezas estonteantes.

Ver mais