7 Curiosidades sobre a Serra do Cipó

7 Curiosidades sobre a Serra do Cipó

Acervo: Secult - Foto: Diego Sanches
Tarefa difícil em Minas é encontrar algum amante da natureza que nunca tenha ido ou pelo menos ouvido falar da região da Serra do Cipó.
 
Mas a região não tem opções bacanas só para quem quer descansar e curtir a natureza. Se você é do time que adora conhecer  e vivenciar  a cultura do local, a Serra do Cipó também faz valer a pena a visita.

 

1. Eu passei o fim de semana na Serra do Cipó.

​_Legal, mas onde?

Pode admitir, quando se fala em Serra do Cipó logo vem a sua cabeça aquela região da Cachoeira Grande e Véu da Noiva, a estátua do Juquinha, a rua principal repleta de bares e restaurantes do distrito de Cardeal Mota, em Santana do Riacho, e até mesmo Lapinha da Serra

2. Por que o nome Serra do Cipó?

Antes de ser o nome de uma serra da região, Cipó é um importante rio dalí. O desenho de suas curvas visto de cima deixa claro o porquê do nome, parece mesmo um cipó. A nascente do rio está protegida no Parque Nacional Serra do Cipó.

 

                                                     

        Acervo: Secult - Xará                      

Acervo: Secult-MG / Foto: Xará                     

3. Maior cachoeira de Minas

Eleita uma das sete maravilhas da Estrada Real, a Cachoeira do Tabuleiro é a maior de Minas e 3ª maior cachoeira do Brasil e não desaponta quem percorre os 3,6 km de trilha para chegar até seu poço. Outra curiosidade é que a cachoeira é um atrativo tanto do Parque Natural Municipal do Tabuleiro quanto Parque Estadual da Serra do Intendente, já que a área dos dois parques se sobrepõem.

 4 - Jardim do Brasil

NFormada pelos biomas de cerrado e mata atlântica, a região encantou o grande paisagista Burle Marx ao ponto de chamá-la  de Jardim do Brasil, tamanha a exuberância e diversidade que viu de sua flora e fauna (sobre parte da fauna, leia mais sobre clicando aqui). Cá pra nós que até quem não entende do assunto sabe reconhecer uma belezura dessas.

SEMPRE VIVE - Edward Elias Júnior 

   

 

5- Lenda do Juquinha

 

 JUQUINHA -  Mtur - Pedro Vilela

 

7. Sabores locais

Para quem quer conhecer as cores, sabores, cheiros dos produtos locais, o  Mercadinho Tá Caindo Fulô e Feira Frutos da Serra são imperdíveis.

No Mercadinho Tá Caindo Fulô você encontra desde produção agrícola regional, como frutas, legumes e hortaliças, pastel de angu, geléias, refeições prontas para serem saboreadas no local.

Já na Feira Frutos da Serra, no vilarejo de São José da Serra em Jaboticatubas, o destaque vai para as quitandas e doces caseiros. O bolinho de feijão e pastel de galinha caipira são sensacionais.

A Serra do Cipó tem muitos outros encantos e surpresas, só de pensar em explorar tudo isso já dá um friozinho na barriga, não é? Alguém aí ficou ansioso para ir logo à Serra? Nós também. Mas segura essa vontade e se organiza pra ir ver tudo isso de pertinho daqui a pouco.

 

Sobre o Autor

Júnia Cândido

Turismóloga, apaixonada por livros, séries, rock'n'roll e vida ao ar livre (não necessariamente nessa ordem). Atua na Diretoria de Promoção e Marketing Turístico. Faz parte da equipe SECULT MG desde 2014.

Ane Lopes

Autora do seu próprio destino. Vive intensamente os desafios e multiplicidade de papéis da mulher moderna. Aqui compartilha suas experiências de mineira, turismóloga e mãe.

Comentários